sicnot

Perfil

País

Cristas admite apoiar candidato independente à Câmara de Lisboa

A líder do CDS, Assunção Cristas, admitiu apoiar um candidato independente à Câmara de Lisboa nas eleições autárquicas de 2017, afirmando ver "com mais dificuldade" alguém do PSD a encabeçar a lista.

Em entrevista publicada hoje no jornal i e cerca de um mês depois de substituir Paulo Portas, Assunção Cristas adiantou que o candidato à Câmara de Lisboa "pode ser uma pessoa do CDS", mas também "pode ser um independente".

Questionada sobre se vai ser candidata à Câmara de Lisboa, Assunção Cristas respondeu que no partido há pessoas "que cumprem o perfil" que traçou no congresso "para uma candidatura forte e mobilizadora".

A líder popular disse também que "veria com mais dificuldade" uma candidatura a Lisboa encabeçada por uma pessoa do PSD.

"O que eu acho desejável para o CDS, que vai ter nas eleições autárquicas um primeiro momento importante, é disputar essas eleições com ambição. Temos de trabalhar para ter peso autárquico. Lisboa é relevante, mas também são outras terras e não é por acaso que o nosso conselho nacional vai ser na Meda, onde a câmara é governada pelo PS, mas em que o CDS tem o mesmo número de vereadores e por pouco não ganhou", declarou.

Na entrevista, Assunção Cristas disse também que "um partido com ambição de crescer tem de ter ambição de ter um primeiro-ministro".

A líder do CDS sublinhou também que não sente que Nuno Melo seja uma espécie de plano B para muitos militantes se a sua liderança correr mal.

"Genuinamente, as pessoas estão satisfeitas, mesmo quem tinha e tem essa ligação com Nuno Melo. Sentem que esta liderança está para somar, não para dividir, para permitir ao partido crescer, potenciando a diversidade dos seus militantes", salientou.

Sobre a relação entre o CDS e o PSD, Assunção Cristas disse que "os dois partidos têm o desafio de crescer", salientando que os resultados foram melhores quando os partidos concorreram separadamente".

"Com quem nos vemos a governar é com o PSD, não é certamente com um PS que prefere olhar para as esquerdas", indicou.

Questionada sobre o convite do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a Mario Draghi para fazer um discurso aos seus conselheiros, a líder do CDS disse achar "estranho e novo".

"A possibilidade de conselheiros de Estado poderem ouvir e questionar e obter respostas do presidente do BCE isso é positivo. Há outra coisa que fica clara com esta iniciativa do PR: o sistema banqueiro em Portugal é muito mais supervisionado pelo BCE do que alguma vez foi", disse.

Assunção Cristas considerou ainda que "não achou ideal" a participação de Draghi na primeira reunião do Conselho de Estado.

"Mas o senhor Presidente deve ter entendido que o sistema financeiro está de tal forma mal que trouxe cá Draghi, que antes do Conselho de Estado esteve num almoço em que essas coisas terão sido discutidas", concluiu.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.