sicnot

Perfil

País

O contrato de Lacerda Machado

documento

O Governo assinou um contrato de prestação de serviços de consultadoria com Diogo Lacerda Machado, amigo pessoal do primeiro-ministro. O gabinete de António Costa esclareceu que o consultor vai receber uma avença mensal de dois mil euros. Veja aqui o contrato:

CLIQUE AQUI PARA ABRIR O DOCUMENTO

  • BE e PCP querem mais explicações sobre contratação de amigo de António Costa
    3:22

    País

    O primeiro-ministro mantém-se em silêncio sobre o caso do amigo contratado como consultor do Governo. Diogo Lacerda Machado representou o Estado em negócios de grande relevo a pedido de António Costa, e a título particular. Só mais tarde, e depois da polémica, é que o Governo decidiu oficializar a ligação e assinar um contrato de prestação de serviços. Numa nota, o Executivo diz que se trata de um caso sem sentido e o primeiro ministro recusa qualquer esclarecimento. Bloco de Esquerda (BE) e PCP pedem mais esclarecimentos sobre a contratação do amigo de António Costa como consultor do Governo.

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.