sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, sendo por vezes forte e persistente nas regiões norte e centro até ao final da tarde, possibilidade de queda de granizo e condições favoráveis à ocorrência de trovoada, em especial nas regiões norte e centro.

O IPMA baixou de aviso laranja para amarelo, o segundo menos grave, os distritos de Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco e Santarém, apesar de manter a previsão de chuva forte.

Está também previsto vento moderado do quadrante sul, soprando moderado a forte no litoral oeste com rajadas até 60 quilómetros por hora até ao início da tarde, sendo nas terras altas forte de sudoeste com rajadas até 80 quilómetros por hora, soprando temporariamente moderado no interior norte e centro até ao final da manhã.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 14 e 17 graus Celsius, no Porto entre 11 e 16, em Vila Real entre 08 e 15, em Viseu entre 08 e 14, em Bragança entre 07 e 13, na Guarda entre 08 e 11, em Castelo Branco entre 12 e 16, em Coimbra entre 13 e 17, em Santarém entre 13 e 19, em Évora entre 10 e 21, em Beja entre 11 e 22 e em Faro entre 14 e 19.

Com Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.