sicnot

Perfil

País

Segurança Social pagou abono a mais a 39 mil crianças por erro

Cerca de 39 mil crianças receberam em março um valor de abono de família superior ao que tinham direito, devido a um erro informático, anunciou hoje o Instituto de Segurança Social, que está a fazer o acerto em abril.

(Arquivo)

(Arquivo)

Em comunicado, o Instituto de Segurança Social (ISS) revela que detetou um erro informático no pagamento da prestação no mês de março, o que fez com que cerca de 39 mil crianças recebessem um valor superior ao que tinham direito.

De acordo com o ISS, as cerca de 39 mil crianças representam "menos de 4% do total dos beneficiários".

Após a deteção do erro, o ISS adianta que o "acerto está a ser feito no pagamento referente ao mês de abril", estando as respetivas famílias a ser notificadas por correio eletrónico ou por carta.

Por outro lado, o ISS diz também que "as variações que estão a decorrer nos pagamentos dos montantes do abono de família resultam dos aumentos" introduzidos pelo atual Governo e que obrigaram ao "pagamento de retroativos no mês de março".

O ISS aproveita para lembrar que um decreto-lei aprovado em janeiro veio aumentar o abono de família para crianças e jovens de famílias monoparentais de 20% para 35%, além de uma portaria que aumentou os montantes atribuídos nos 1.º, 2.º e 3.º escalões desta prestação social, atualizando-os em 3,5%, 2,5% e 2%, respetivamente.

"O aumento foi refletido no pagamento desta prestação efetuado no mês de março, o qual incluiu os retroativos referentes ao mês de fevereiro", lê-se no comunicado.

Acrescenta que este mês o pagamento do abono de família já reflete o valor final com os aumentos introduzidos pelas respetivas alterações legislativas.

Lusa

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.