sicnot

Perfil

País

Governo vai reverter fusão das águas no Centro

O Governo deverá extinguir a atual configuração da empresa Águas do Centro litoral, criada pelo executivo liderado por Passos Coelho, que agregou as empresas de distribuição de Aveiro, Coimbra e Leiria, revelou hoje o ministro do Ambiente.

Emdeclarações feitas à Agência Lusa Pedro Matos Fernandes disse "aderir em absoluto" à proposta feita pelos municípios da Região de Aveiro, de reverter a fusão do setor das águas, criando uma empresa regional que combinasse a distribuição da água e saneamento.

"A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) apresentou uma solução à qual aderimos em absoluto. Sobram Coimbra e Leiria, onde julgamos ser possível ter uma tarifa justa, que satisfaça o comum dos autarcas desses territórios", disse.

Pedro Matos Fernandes salientou que "tem de haver um mínimo de 100 mil habitantes para que os sistemas de distribuição em baixa possam ser eficientes, sendo o passo seguinte gerir o ciclo urbano da água".

"Os municípios de Aveiro deram um bom exemplo do caminho a ser seguido, tendo já feito a junção dos sistemas de distribuição em baixa, através da Águas da Região de Aveiro (AdRA)", elogiou.

A comunidade intermunicipal de Aveiro apresentou ao Governo uma proposta alternativa à empresa Águas Centro Litoral, que consiste na fusão da AdRA, que explora a distribuição de água em baixa, com a SIMRIA - Saneamento Integrado dos Municípios da Ria, que detém o sistema multimunicipal de saneamento, ambas participadas pelo grupo AdP e pelos municípios.

Passa ainda pela verticalização de gestão da distribuição da água em alta e baixa, com um acordo de parceria com a Associação de Municípios do Carvoeiro, que vinha assegurando o abastecimento de água em alta.

Os 11 municípios da CIRA defendem que essa solução "terá enormes vantagens técnicas e financeiras na gestão dos sistemas que estão presentes no mesmo território, e já funcionam de forma integrada".

A CIRA havia dado parecer desfavorável à proposta de reforma do setor das águas do anterior governo, que previa a fusão da SIMRIA com a Águas do Mondego e SIMLIS -- Saneamento Integrado dos Municípios do Lis, por considerar "não ter vantagens para a região", dado que o tarifário da água já se encontra harmonizado nos 11 municípios e estes têm vido a fazer a integração da gestão das redes municipais de água e saneamento.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.