sicnot

Perfil

País

Decisão sobre julgamento dos Vistos Gold de novo adiada devido a tradução para mandarim

A decisão sobre o julgamento Vistos Gold foi novamente adiada, desta vez por causa de uma tradução dos documentos de português para mandarim.

De acordo com a TSF, a decisão do juiz Carlos Alexandre já estará tomada, mas os 17 arguidos só vão ficar a saber se vão a julgamento em meados de maio.

É um direito de todos os arguidos que as peças processuais sejam traduzidas para a língua materna e, apesar de terem advogados portugueses, nenhum dos três arguidos chineses abdicou desse direito.

Esta já é a segunda vez que o processo dos vistos dourados está parado devido a traduções, depois de ter tido outro atraso para a correção de 268 gralhas detetadas pelo Ministério Público.

A tradução deve estar pronta no final deste mês. Assim que estiver concluída, os arguidos serão notificados e terão um prazo de 10 dias para se pronunciarem, o que afará com que a leitura da decisão instrutória se arraste para meados do próximo mês.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.