sicnot

Perfil

País

Número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos aumentou em março

Mais 568 pessoas receberam o Complemento Solidário para Idosos em março, face ao mês de fevereiro, totalizando 166.055 beneficiários, revelam dados do Instituto da Segurança Social (ISS).

Comparando com o período homólogo de 2015, mês em que 168.940 idosos receberam esta prestação social, verificou-se menos 2.885 beneficiários em março deste ano.

Segundo os dados, publicados no site da Segurança Social, a maior parte dos beneficiários reside no distrito do Porto (26.479), seguindo-se Lisboa (24.364), Braga (12.572) e Setúbal (11.443).

Entre as 165.055 pessoas que receberam esta prestação social, 115.590 eram mulheres e 49.695 homens, acrescentam as estatísticas da Segurança Social, atualizadas hoje.

O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente às pessoas com mais de 66 anos, com baixos recursos financeiros.

Em janeiro, o valor de referência do Complemento Solidário para Idosos aumentou para os 5.059,00 euros por ano, ou seja 421,58 euros por mês.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.