sicnot

Perfil

País

Relação anula condenação de Gonçalo Amaral em indemnizar casal McCann

O Tribunal da Relação anulou a condenação do antigo inspetor da Judiciária Gonçalo Amaral, no caso do livro sobre Madeleine McCann, onde defendia o envolvimento dos pais na ocultação do cadáver da criança.

O livro "A Verdade da Mentira" foi retirado do mercado em 2009 / Reuters

O livro "A Verdade da Mentira" foi retirado do mercado em 2009 / Reuters

© Hugo Correia / Reuters

Há um ano, Gonçalo Amaral tinha sido condenado a pagar uma indemnização de 500 mil euros mais juros a Kate e Gerry McCann. O tribunal de primeira instância decidiu ainda proibir a editora Guerra e Paz de publicar novas edições do livro "A Verdade da Mentira" e de devolver os que ainda existiam.

Os juízes da Relação discordam da decisão e entendem que não se pode negar a Gonçalo Amaral o direito de opinião e de expressão de pensamento.

Ao que a SIC apurou, o casal McCann vai agora recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite