sicnot

Perfil

País

Jardim ouvido hoje no processo "Cuba Livre"

O ex-presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, e o seu número dois no anterior executivo vão ser hoje ouvidos em tribunal, no âmbito do processo da alegada ocultação da dívida da região.

(Reuters/Arquivo)

O processo, que ficou conhecido como "Cuba Livre", tem por base um inquérito mandado instaurar a 28 de setembro de 2011, pelo então procurador-geral Fernando Pinto Monteiro.

Em investigação estiveram alegadas irregularidades na elaboração e execução dos orçamentos da Madeira, assim como problemas com o reporte dos encargos assumidos e não pagos, tendo o valor da dívida oculta do arquipélago sido avaliada em cerca de 1.100 milhões de euros.

O valor indicado para a dívida pública da Madeira ascendia a 6,3 mil milhões de euros, situação que resultou num programa de ajustamento económico e financeiro celebrado entre os governos regional e central.

No âmbito desta investigação foram desenvolvidas várias diligências, designadamente buscas, apreensão de material e documentação no edifício da agora extinta Secretaria Regional do Equipamento Social da Madeira, a audição de 40 testemunhas e a constituição de uma equipa técnica.

"Dia 20 [abril] serão ouvidos [Jardim e João Cunha e Silva]. Os requerentes de instrução apresentaram em 2014 o pedido de reabertura do processo", disse a 08 de março deste ano o presidente da Comarca da Madeira à agência Lusa.

Paulo Barreto explicou que, "no âmbito do inquérito do Ministério Público, Alberto João Jardim e o João Cunha e Silva nunca foram arguidos".

O magistrado adiantou que "os requerentes de instrução [os dirigentes do extinto PND, Baltasar Aguiar e Gil Canha, e o presidente da Câmara de Santa Cruz, Filipe Sousa] pediram a abertura de instrução e, nesta fase, apresentaram como suspeitos não apenas as pessoas que já constavam do processo, mas mais estas duas".

Neste processo constavam da lista inicial do Ministério Público como arguidos diversos responsáveis do anterior executivo regional, como Amélia Gonçalves (diretora do Gabinete de Gestão e Controlo Orçamental), Dulce Veloz (então diretora dos serviços do Orçamento e Conta), Ricardo Rodrigues (diretor regional do Orçamento) e os ex-secretários regionais do Equipamento Social e do Plano e Finanças, Luis Santos Costa e Ventura Garcês, respetivamente.

Alberto João Jardim e Cunha e Silva vão ser ouvidos no Tribunal de Instrução Criminal da Comarca da Madeira, pelas 14:30, pela prática dos crimes de abuso de poder, violação de execução orçamental, prevaricação com dolo e na forma tentada.

Lusa/

  • Jardim recusa comentar envolvimento no processo "Cuba Livre"
    0:46

    País

    Alberto João Jardim recusa fazer qualquer comentário sobre o processo "Cuba Livre" que investiga a dívida oculta da Madeira. O ex-presidente do Governo Regional da Madeira vai ser constituído arguido e será ouvido a 20 de abril com o seu vice João Cunha e Silva. Em causa poderão estar crimes de prevaricação e de violação das normas de execução orçamental.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano