sicnot

Perfil

País

Motociclista viaja do Algarve ao Nepal para apoiar vítimas do terramoto de 2015

Um motociclista português vai iniciar a 25 de abril uma viagem de mais de 11.000 quilómetros, entre o Algarve e Katmandu, para recolher apoios para ajudar as vítimas do terramoto que destruiu a capital nepalesa, em 2015.

facebook/ExpedicaoNepal

A moto de 125 centímetros cúbicos deverá arrancar do centro comercial Fórum Algarve, em Faro, pelas 12:00, e prevê-se que a "Expedição Nepal" chegue a Katmandu 45 dias depois, a 10 de junho, Dia de Portugal.

"Vou sozinho, esperando levar muita gente atrás. Ou seja, que as pessoas acompanhem a viagem através da página de facebook "Expedição Nepal", em que irão sendo relatados os acontecimentos e as notícias daquilo que irá acontecendo", explicou hoje à agência Lusa Artur Brito, 54 anos.

A ideia surgiu quando o amante de motos estava na internet e se deparou com o trabalho humanitário da Associação Obrigado Portugal e dos jovens Pedro Queirós e Lourenço Macedo, que se mantiveram no Nepal a apoiar pessoas afetadas pelo terramoto.

Artur Brito conta que ficou sensibilizado com o trabalho desenvolvido, sobretudo depois de tomar conhecimento do projeto "Our Dream Village", ainda em curso e que visa a construção de cerca de 220 casas para os mais atingidos pelo terramoto de 12 de maio de 2015.

"Pus-me em campo, apresentei a ideia à associação e eles ficaram entusiasmados. A partir daí, foi criar uma equipa que me pudesse ajudar e ir à procura dos apoios para viabilizar a viagem", explicou o motociclista, que perdeu a perna esquerda num acidente de moto, há 25 anos.

Um dos apoios à "Expedição Nepal" veio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), que Artur Brito bem conhece, já que foi acolhido na instituição aos seis meses e ali esteve até aos quatro anos, idade em que foi adotado.

"Pelo acentuado caráter solidário e simbólico desta iniciativa, a SCML entra nesta aventura única com Artur Brito, patrocinando a viagem e reforçando os laços com este filho da casa, já que se trata de um exemplo de coragem e de solidariedade, valores espelhados nesta expedição", refere a instituição, em comunicado.

A Associação Obrigado Portugal irá depois canalizar os fundos angariados ao longo da viagem e materiais de construção para o destino -- Campo Esperança, em Katmandu -, "dando continuidade ao trabalho de reconstrução já iniciado e proporcionando o realojamento de várias famílias afetadas pelo terramoto", acrescenta a nota da Misericórdia de Lisboa.

Lusa

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Número de vítimas mortais dos incêndios sobe para 45

    País

    Uma pessoa que estava internada no Hospital da Prelada, Porto, na sequência dos incêndios do dia 15 nas regiões Centro e Norte, morreu hoje, anunciou a unidade hospitalar, subindo assim para 45 o número de vítimas mortais daqueles fogos.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Achado inédito encontrado na nau de Vasco da Gama naufragada em Omã

    Mundo

    Uma equipa de investigadores afirma ter encontrado, ao largo da costa de Omã, o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto. O achado arqueológico é um astrolábio e terá sido localizado no meio do que resta da nau Esmeralda, da frota de Vasco da Gama, naufragada no Oceano Índico em 1503.

    SIC

  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.