sicnot

Perfil

País

Dois mil milhões de euros previstos para metade da população terminar o ensino secundário

O Governo quer que metade da população tenha, pelo menos, o ensino secundário completo e, para isso, prevê gastar mais de dois mil milhões de euros em ações inscritas, no Programa Nacional de Reformas.

AP

O Programa Nacional de Reformas (PNR), hoje aprovado em Conselho de Ministros, apresenta quinze medidas destinadas a melhorar a qualificação dos portugueses, que vão custar cerca de 6.092 milhões de euros.

Promover a generalização do ensino secundário, enquanto patamar mínimo de qualificações, é a medida mais cara na área da educação, com um custo previsto de cerca de 2.385 milhões de euros.

Em concreto, o Governo quer que metade dos portugueses em idade ativa consiga concluir o secundário e que mais de metade (55%) dos alunos opte por vias profissionalizantes, quando chega ao ensino secundário.

Já em relação aos que concluem o ensino obrigatório e entram numa universidade ou politécnico, o Governo prevê gastar 750 milhões de euros para conseguir atribuir, anualmente, 70 mil bolsas a estudantes carenciados.

Também a pensar na redução do abandono escolar no superior, o programa prevê ter ações de acompanhamento e contratar cem jovens professores por ano, uma ideia que vai custar 61 milhões de euros.

Para estimular o emprego científico, o PNR tem previsto gastar 606 milhões de euros na contratação de três mil investigadores ou professores contratados e assim conseguir rejuvenescer as instituições científicas e de ensino superior.

Outra das apostas no ensino superior é a relacionada com as novas formações de curta duração - Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TESP) -- que existem nos institutos politécnicos.

Neste sentido, o Governo está disposto a gastar 294 milhões para conseguir ter 20 mil diplomados em TESP.

Reduzir em 10% o abandono escolar até 2020, reduzir o insucesso escolar para metade, reduzir o número de alunos por turma, conseguir a progressiva gratuitidade dos manuais escolares no ensino básico e secundário são outras das medidas que têm vindo a ser anunciadas pelo executivo e que surgem no PNR com uma verba de quase 883 milhões de euros.

A promoção do sucesso escolar no ensino obrigatório e o reforço de apoio a alunos carenciados são as únicas medidas, das 15 apresentadas, com direito a fundos comunitários: serão 50 milhões de euros oriundos do Plano Junker.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.