sicnot

Perfil

País

Meditação para combater distúrbios alimentares

A Universidade de Coimbra (UC) está a desenvolver um programa sobre as dificuldades relacionadas com o controlo do comportamento alimentar e com a imagem corporal, através de treino de meditação na regulação desse comportamento.

© Enrique Castro-Mendivil / Reu

O estudo, que surge na sequência do BEfree, programa de intervenção em grupo para dificuldades do comportamento alimentar, propõe, através de "uma abordagem inovadora", novas formas de lidar com a alimentação, com o corpo e com as emoções.

Uma equipa de investigadores do Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo-Comportamental (CINECC) da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UC está a desenvolver um programa "focado no comportamento alimentar e regulação emocional", anunciou hoje a UC.

Denominado CARE, o programa tem a duração de três semanas e é para realizar em casa, através do suporte de materiais fornecidos pelos investigadores envolvidos no projeto.

Trata-se de "uma abordagem inovadora na qual as participantes vão contactar com práticas de meditação focadas na gestão equilibrada da alimentação e peso, na libertação de estados emocionais negativos e na promoção de bem-estar", refere a UC, numa nota hoje divulgada.

O CARE visa ajudar quem experiencia "estas dificuldades a desenvolver novas formas de lidar com a sua alimentação, com o seu corpo e com as suas emoções, com vista a uma melhoria do seu bem-estar e a uma relação mais compassiva e equilibrada com elas mesmas", explica a investigadora Cristiana Duarte.

Aberto a participantes do sexo feminino, com idades compreendidas entre 18 e 55 anos, as candidaturas ao programa podem ser feitas através de estudocare@gmail.com.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC