sicnot

Perfil

País

Sócrates diz que nunca seria primeiro-ministro sem ter ganho as eleições

Sócrates diz que nunca seria primeiro-ministro sem ter ganho as eleições

José Sócrates garante que nunca seria primeiro-ministro sem ter ganho as eleições. Em entrevista à Antena 1, o antigo chefe de Governo reconhece legitimidade ao atual executivo, mas garante que não teria assumido a posição de António Costa.

  • Dinheiro do caso Sócrates terá passado pela Espírito Santo Enterprises
    2:33

    Operação Marquês

    Helder Bataglia, o empresário luso-angolano arguido no processo que investiga José Socrates, admitiu ao Expresso que o dinheiro que transferiu para Joaquim Barroca teve origem numa offshore do Grupo Espírito Santo liderado por Ricardo Salgado. As declarações do empresário podem ser essenciais para confirmar a tese do Ministério Público que acredita que os 12 milhões de euros transferidos por Bataglia eram luvas e tinham como destino José Socrates.

  • Defesa de Sócrates e Salgado "estão a tentar mudar de assunto"
    9:30

    Panama Papers

    O diretor do Expresso garante que o jornal contactou os assessores jurídicos de Ricardo Salgado, a propósito da manchete deste sábado, que liga a Operação Marquês a uma offshore do Grupo Espírito Santo. Pedro Santos Guerreiro explica os contornos do caso, que envolve a investigação dos "Panama Papers" e sublinha a importância da declaração de Hélder Bataglia, que admitiu ao Expresso que foram pagas comissões com dinheiro, proveniente de uma offshore do GES.

  • Dinheiro do caso Sócrates veio do saco azul dos GES

    Panama Papers

    Nas malhas da investigação dos milhões descobertos pelo Panama Papers encontra-se a Operação Marquês. O dinheiro do caso que envolve José Sócrates no esquema de corrupção, fraude fiscal e branquamento de capitais vem do GES. Esta é a manchete deste sábado do jornal Expresso. Transferências feitas a partir da Espírito Santo Enterprises de offshores podem ser a explicação que faltava ao Ministério Público para concluir o inquérito crime contra José Sócrates e avançar com uma eventual acusação.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.