sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro abre ao público residência oficial no 25 de Abril

O primeiro-ministro, António Costa, decidiu abrir ao público, na segunda-feira, pelo 42º aniversário da revolução de 25 de Abril, os jardins e algumas salas da sua residência oficial, em São Bento, retomando um ato interrompido em 2013.

MANUEL DE ALMEIDA

Antes, durante a manhã, como é habitual, o líder do executivo estará presente na Assembleia da República na sessão solene comemorativa da revolução de 25 de Abril de 1974.

Numa nota enviada à agência Lusa, refere-se que a residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, Lisboa, estará aberta ao público entre as 14:30 e as 19:00, período em que ali haverá também um programa cultural.

Numa das salas da residência oficial do primeiro-ministro será passado um documentário da Associação 25 de Abril alusivo à revolução e poderão também ser escutadas algumas das vozes da rádio do dia 25 de Abril de 1974.

Após a abertura de portas ao público, pelas 15:00, atuarão o ensemble de cordas da Orquestra Jovem Municipal Geração de Lisboa, seguindo-se os ensemble de sopros e percussão desta mesma orquestra.

Entre as 16:40 e as 18:00, haverá um momento musical interpretado pelo guitarrista Pedro Joia e a uma atuação da "Lisbon Poetry Orchestra".

Durante a tarde, nos jardins da residência oficial de São Bento, haverá arte urbana com os grupos "Lata 65" e "G.A.U".

A última vez que a residência oficial do primeiro-ministro esteve aberta ao público no feriado de 25 de Abril aconteceu em 2012, no primeiro ano do executivo PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho.

No ano passado, Pedro Passos Coelho assinalou o 25 de Abril com um almoço com atletas portugueses medalhados em jogos olímpicos.

Em 2014, o ex-primeiro-ministro teve uma iniciativa semelhante, tendo assinalado este feriado com um almoço com jovens representantes de associações estudantis e juvenis.

Em 2013, com Portugal em pleno programa de assistência económica e financeira, as portas da residência oficial do primeiro-ministro não estiveram abertas ao público.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.