sicnot

Perfil

País

Mário Soares recebeu chave da cidade de Lisboa

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, entregou hoje ao antigo Presidente da República Mário Soares a chave da cidade de Lisboa, a mais alta distinção atribuída pelo município a personalidades com relevância nacional e internacional.

JORGE FERREIRA

A cerimónia decorreu na Fundação Mário Soares, em Lisboa, tendo estado também presente o vice-presidente da Câmara, Duarte Cordeiro.

De acordo com fonte do município, a decisão de entregar a chave da cidade de Lisboa ao antigo Presidente da República, primeiro-ministro e primeiro líder do PS foi tomada em reunião da Câmara Municipal.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa salientou o simbolismo inerente ao facto de este ato ter ocorrido no dia em que se assinalam os 42 anos da revolução de 25 de abril de 1974.

"Foi com muita emoção que fiz a entrega da chave da cidade a Mário Soares. Entre os construtores da democracia portuguesa, Mário Soares ocupa um lugar muito especial", disse o presidente da Câmara de Lisboa.

Fernando Medina realçou, ainda, o caráter de "referência" que o antigo Presidente da República representa para as gerações mais jovens.

"A minha geração deve muito a Mário Soares. Por isso, atribuímos-lhe a mais alta distinção da cidade de Lisboa, num dia muito especial, o 25 de Abril", acrescentou.

Lusa

  • Chuva, vento, granizo e neve em 13 distritos
    1:42

    País

    Treze distritos do continente estão sob aviso amarelo de mau tempo, com previsão de chuva, granizo e neve. O vento forte também se faz sentir nos distritos de Beja, Faro e Setúbal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.