sicnot

Perfil

País

Operação militar foi o culminar de um descontentamento crescente nas Forças Armadas

Operação militar foi o culminar de um descontentamento crescente nas Forças Armadas

A revolução foi preparada durante meses e o culminar do descontentamento crescente nas Forças Armadas. Os militares estavam cada vez mais revoltados sobretudo com a pobreza em Portugal e as mortes na guerra de África.

  • O dia da revolução
    3:01

    País

    Há 42 anos, centenas de militares tinham saído dos quartéis por volta da meia-noite, avançaram sobre Lisboa e em poucas horas conquistaram os principais pontos estratégicos da capital.

  • Balas disparadas no dia 25 de Abril atingiram livros no Quartel do Carmo
    4:41

    New Articles

    Há 42 anos, o Largo do Carmo estava repleto de militares e de povo. E dentro do quartel, mantinha-se refugiado o chefe do Governo, Marcello Caetano. Na tentativa de forçar a rendição, Salgueiro Maia mandou disparar uma rajada contra o edificio. De resto, o dia da revolução quase não teve tiros. As balas acertaram na janela do Quartel do Carmo onde o repórter Joaquim Franco conta parte da História

  • Partidos destacam pedido de Marcelo para consensos políticos
    2:01

    País

    Na reação ao discurso do Presidente, todos os partidos falaram de consensos e daquilo que é preciso para os conseguir. O PS, por exemplo, fala num PSD que enquanto oposição ainda está distante daquilo que o país precisa. Os sociais-democratas referem que o importante é que os dois projetos, embora diferentes, sejam capazes de convergir e recusaram que Marcelo tenha dado qualquer lição de moral.

  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.