sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro considera que Marcelo foi "justo, tranquilizador e motivador"

Primeiro-ministro considera que Marcelo foi "justo, tranquilizador e motivador"

O primeiro-ministro não poupa elogios ao discurso do Presidente da República, neste 25 de Abril. António Costa diz que Marcelo foi justo em relação ao passado, tranquilizador em relação ao presente e motivador em relação ao futuro.

António Costa falava aos jornalistas na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, que hoje, para assinalar os 42 anos da revolução de 25 de Abril de 1974, está de portas abertas ao público até às 19:30.

Interrogado sobre o discurso proferido pelo Presidente da República na Assembleia da República, o líder do executivo disse que Marcelo Rebelo de Sousa "foi rigoroso e justo com o trabalho extraordinário que o país fez nos últimos 40 anos para vencer um legado muito grande de atraso que a ditadura tinha deixado" a Portugal.

"Acho que o discurso do Presidente da República foi muito tranquilizador sobre o presente, mas foi também muito motivador em relação ao futuro. Como há pouco me dizia uma senhora, convém não esquecer que há muitos milhares de pessoas que têm como principal preocupação o desemprego - e isso deve-nos motivar a trabalhar para vencer esse desafio", declarou o primeiro-ministro.

Já quando foi questionado sobre como encarou o discurso proferido no parlamento pela ex-ministra da Justiça e deputada do PSD Paula Teixeira da Cruz, com duras acusações à atual maioria de esquerda, António Costa deu a seguinte resposta: "Essa parte não ouvi".

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.