sicnot

Perfil

País

Bolsas de estudo para fixar alunos do superior no interior já foram pagas

As bolsas atribuídas a alunos do ensino superior, que optaram por estudar numa instituição do interior, e que estavam em atraso, já foram pagas, assegurou hoje, no parlamento, o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior.

(AP/ Arquivo)

Há duas semanas, estudantes e encarregados de educação queixaram-se de atrasos nos pagamentos das bolsas do "Programa + Superior".

"Já conseguimos que as bolsas fossem pagas", disse o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor.

O ministro está a ser ouvido na comissão parlamentar de Educação e Ciência.

Numa resposta a uma questão levantada pelo CDS-PP sobre os atrasos nos pagamentos, Manuel Heitor invocou que o programa foi criado pelo anterior governo de direita, "sem financiamento".

Atribuídas pela primeira vez no passado ano letivo, as bolsas do "Programa + Superior" foram criadas para ajudar à fixação de estudantes no interior, dando 1.500 euros aos alunos que escolhessem estudar numa das 13 instituições abrangidas pelo programa.

Este ano, foram selecionados 1.020 alunos, que deveriam ter começado a receber, no início do ano letivo, uma verba mensal de 150 euros.

Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.