sicnot

Perfil

País

Compromisso pela Bicicleta subscrito por mais de uma centena de entidades

Três semanas após a abertura das inscrições, o número de subscritores do "Compromisso pela Bicicleta", firmado hoje na Murtosa, já ultrapassou a centena, anunciou hoje a Plataforma Tecnológica da Bicicleta.

MÁRIO CRUZ/LUSA

O "Compromisso pela Bicicleta", apresentado na presença do secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, visa promover o uso regular da bicicleta, aproveitando investimentos apoiados pelo programa Portugal 2020.

De acordo com a Plataforma Tecnológica da Bicicleta, que lançou o compromisso, aderiram já ao mesmo 15 autarquias, uma comunidade intermunicipal, 46 empresas, sete instituições de ensino, 13 organizações do terceiro setor e oito organizações informais, além de outros 12 parceiros e apoiantes.

O "Compromisso pela Bicicleta" tem em vista aproveitar os estímulos de vários programas públicos de promoção da bicicleta, como o programa UBIKE Portugal e os investimentos em infraestrutura ciclável, apoiados pelo Portugal 2020 e por fundos municipais, para alcançar metas concretas.

Os objetivos assumidos com o compromisso são reduzir as emissões e a dependência energética dos combustíveis fósseis, aumentar em 10% a quota modal da bicicleta (que atualmente representa 0,5% do total das deslocações casa-trabalho/escola) e reduzir em 10% o número de deslocações em veículo individual (que neste momento constituem 60% do total das deslocações casa-trabalho/escola, segundo os Censos 2011), sobretudo as de curta distância e duração.

O compromisso foi concebido pela Plataforma Tecnológica da Bicicleta, criada em 2014 pela Universidade de Aveiro, que agrega saberes multidisciplinares, designadamente nas áreas dos materiais, eletrónica e comunicações e engenharia civil, para contribuir para o desenvolvimento de novas tecnologias ligadas à bicicleta.

"Há uma vontade grande da parte dos governos, nomeadamente nacional, de incentivar o uso da bicicleta, por variadíssimas razões, quer do ponto de vista económico, quer ambiental, e a Universidade pode contribuir para isso, através de transferência de tecnologia", disse à Lusa Paulo Vila Real, vice-reitor da Universidade de Aveiro.

O compromisso contém nove desafios, subscrito por entidades de todo o país, e é também uma tentativa de mudar mentalidades: "faz parte de uma caminhada no sentido de tornar Portugal um país em que se utilize mais a bicicleta. É um pouco estranho que países nórdicos com o tempo que têm usem tanto a bicicleta e nós, com o nosso clima, utilizemos tão pouco", salienta o vice-reitor.

A escolha do local da apresentação do compromisso recaiu sobre a Murtosa por ser "o Município com mais utilização 'per capita' de bicicleta no país".

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.