sicnot

Perfil

País

Greve dos estivadores pode pôr em causa abastecimento alimentar do país

A greve dos estivadores do porto de Lisboa pode pôr em causa o abastecimento alimentar no país. O alerta vem da Federação das Industrias Agroalimentares que pede ao governo medidas para travar a paralisação.

(Lusa)

(Lusa)

LUSA (Arquivo)

Os estivadores vão prolongar a greve até ao final de maio colocando em risco a circulação de 70 por cento de matérias primas para a industria alimentar.

Alguns produtos estão já esgotados como por exemplo o bagaço de soja, usado no fabrico de rações para animais. A cevada e o trigo são outros produtos que podem esgotar nos próximos dias afetando a insústria da panificação.

Os estivadores e operadores portuários não têm conseguido chegar a acordo em relação a um novo plano coletivo de trabalho.

As negociações foram suspensas no início deste mês.

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.