sicnot

Perfil

País

Autoridades alertam para perigo de praias não vigiadas antes da época balnear

O chefe do Departamento Marítimo do Sul alertou hoje para a importância de verificar se as praias algarvias já têm vigilância ativa, tendo em contas as previsões das condições meteorológicas para os próximos dias.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A época balnear nacional abre oficialmente a 01 de maio, mas até 01 de junho os concessionários podem optar por abrir ou não os seus estabelecimentos, e, caso não abram não são obrigados a ter vigilância nas praias, explicou o capitão Paulo Isabel.

"Atendendo a que as condições oceanográficas ainda não são as mais propícias para banhos. A própria temperatura da água ainda não é a mais adequada", disse aquele responsável.

No Algarve, o barlavento e a costa ocidental são apontadas pelas autoridades como mais perigosas, porque a água é mais fria e a ondulação mais forte, a par das pequenas enseadas não vigiadas, onde o socorro pode ser particularmente difícil.

"O alerta é para este fim de semana e para aquelas praias que, durante o mês de maio não precisam [de nadadores-salvadores], porque os concessionários não quiseram abrir ainda", vincou o capitão Paulo Isabel.

Em 2015, as praias algarvias tiveram 691 nadadores-salvadores a garantir a segurança e socorro dos banhistas.

O presidente da Associação de Nadadores-Salvadores de Faro, Vítor Santos, disse à Lusa que na última época balnear contou com 134 nadadores-salvadores que asseguraram zonas balneares do concelho de Faro, Olhão e Vila Real de Santo António.

A maior parte dos nadadores-salvadores são jovens que frequentam o ensino secundário e superior, o que coloca dificuldades para garantir a vigilância nos meses de maio, junho e setembro, por causa das aulas e da época de exames.

"O grande problema que eles [concessionários] têm é quando falta um nadador-salvador. Como é que o vão substituir? Ou têm de arrear a bandeira, buscar outro, ou, eventualmente, o dono da concessão ser nadador-salvador", observou Vítor Santos.

A garantia de substituição de um nadador-salvador que falte é um dos motivos que aquele responsável aponta para os contactos crescentes dos concessionários com aquela associação.

A nível nacional, a época balnear abre a 01 de maio e termina a 18 de outubro, mas cada município pode determinar alterações a estas datas.

Lusa

  • Elevadas temperaturas levam banhistas às praias do Algarve
    1:32

    País

    No Algarve, a subida das temperaturas não encheu as praias da região, mas muitas pessoas aproveitaram os primeiros banhos de sol. Os banhistas dizem que o calor ainda não aperta, mas querem aproveitar o bom tempo. A temperatura da água do mar rondou os 16 graus na praia de Quarteira. A previsão de sol deverá levar mais pessoas às praias da região nos próximos dias.

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil de empatar com a Costa Rica já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • Moutinho e Rafael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.