sicnot

Perfil

País

Esquerda chumba resolução do CDS de rejeição ao Programa de Estabilidade

A maioria de esquerda na Assembleia da República chumbou hoje o projeto de resolução do CDS-PP para a rejeição do Programa de Estabilidade e revisão do Programa Nacional de Reformas.

(Lusa/Arquivo)

PS, PCP, BE e PEV votaram contra o projeto de resolução apresentados pelos centristas, CDS e PSD votaram a favor e o PAN absteve-se.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, não se encontrava na sala durante as votações, o que foi assinalado pelo líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, que, em declarações aos jornalistas, atribuiu a ausência ao "incómodo natural" de há três dias ter dito que era contra o Programa de Estabilidade.

"A partir de hoje fica claro que a responsabilidade de tudo o que acontecer nos próximos quatro anos ao nosso país, nomeadamente no cumprimento das metas e na existência ou não de medidas de austeridade nacionais passa a ser do PS, do BE, do PCP e do PEV", declarou Nuno Magalhães.

Pelo PSD, António Leitão Amaro congratulou-se com a aprovação de 140 propostas apresentadas pelo PSD, sublinhando que "a partir de hoje ninguém poderá dizer que o PSD não apresentou, não tem e não levou a votação as suas propostas".

"Também ficou claro que o Governo não tem desculpa e tem as condições para fazer o seu caminho. Os partidos de esquerda decidiram apoiar este caminho", argumentou, defendendo que "é um caminho que os responsabiliza a todos: PS, PCP, BE e PEV".

"Mostraram hoje, PCP, BE, até PS, que engolem sapos, mas pelos vistos desta vez os sapos são doces", frisou.

Última atualização às 14:07/Com Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.