sicnot

Perfil

País

HUC acusados de demorar 21 dias a autorizar medicamento vital para doente oncológico

Os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) são acusados de demorar demasiado tempo a autorizar um medicamento vital a um doente com cancro da pele. Vinte e um dias foi quanto a administração demorou a dar luz verde à prescrição para um medicamento que tem custo zero para o hospital.

Na segunda-feira, os HUC informaram que seis dos 23 doentes que ainda ali estava internados na sequência dos incêndios da região Centro encontravam ventilados e com prognóstico reservado.

Na segunda-feira, os HUC informaram que seis dos 23 doentes que ainda ali estava internados na sequência dos incêndios da região Centro encontravam ventilados e com prognóstico reservado.

SIC

O fármaco faz parte de um programa de acesso precoce, ou seja, não está no mercado e exige autorização especial.

Depois de obter a autorização da administração do hospital e da comissão de farmácia e terapêutica, este fármaco já está em Coimbra mas agora precisa da luz verde do Infarmed, pelo que a família teme que o medicamento não chegue a tempo de salvar a vida do homem de 52 anos.

  • Obras de remodelação calam Big Ben
    1:18

    Mundo

    Na próxima segunda-feira, os sinos do Big Ben, o famoso relógio de Londres, vão ficar em silêncio. As obras de restauro só estarão concluídas daqui a quatro anos.