sicnot

Perfil

País

Tempo quente no fim de semana

O fim de semana vai ser marcado por uma subida gradual das temperaturas máximas, que até quarta-feira vão chegar aos 31 graus Celsius em algumas zonas de Portugal continental.

"Para este fim de semana, e já a partir de sábado e até dia 4 de maio, quarta-feira, vamos ter uma situação de tempo seco, sem chuva, com céu limpo e uma subida gradual da temperatura máxima, que vai ser mais significativa na terça e quarta-feira", adiantou Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Maria João Frada, na terça e na quarta-feira, as máximas vão variar entre os 25 e os 30/31 graus, sendo que os valores mais altos serão atingidos no litoral oeste e nas regiões do interior.

"Relativamente às mínimas, vamos ter uma ligeira subida variando entre os 10 e os 15/16 graus", disse.

A meteorologista do IPMA explicou que a situação de tempo seco deve-se a "um anticiclone localizado a noroeste do território do continente".

"Este anticiclone, em conjunto com uma depressão centrada no norte de África, vai dar origem a uma massa de ar mais quente e, portanto, temperaturas mais elevadas", salientou.

No que diz respeito ao vento, a meteorologista indicou que vai ser fraco a moderado.

A partir de quarta-feira, o IPMA prevê uma mudança no estado do tempo, com descida da temperatura e possibilidade de chuva.

"Se se verificar o cenário de hoje, tudo aponta que a partir de quinta-feira haja uma alteração do estado do tempo, uma descida acentuada dos valores das máximas e o regresso da precipitação sob a forma de aguaceiros", sublinhou.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.