sicnot

Perfil

País

Jerónimo de Sousa diz que reposição de direitos não esmoreceu a luta

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje que a solução política de Governo que permitiu repor direitos e salários "não vem travar ou esmorecer a luta", afirmando que os avanços "ainda não são suficientes".

ANT\303\223NIO COTRIM

"Foram os trabalhadores portugueses, com a sua luta prolongada durante quatro anos, que deram uma contribuição decisiva, para a derrota do governo PSD/CDS. Foi uma luta que teve depois aliado o voto da maioria dos portugueses que afastou definitivamente esse governo e encetou uma nova solução política que, ao contrário do que se diz, não vem travar ou esmorecer a luta", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder comunista falava aos jornalistas antes de integrar o desfile do 1.º de Maio, promovido pela CGTP-IN, quando a manifestação ia meio da avenida Almirante Reis, em Lisboa.

"Os avanços verificados, sendo importantes - e não desvalorizamos-, não são suficientes, são limitados. O resultado das eleições, a partir dessa luta, para além desse avanço de direitos, de salários, abriu uma janela de esperança a quem tanto lutou", defendeu Jerónimo de Sousa.

O secretário-geral do PCP, acompanhado por dirigentes comunistas como Francisco Lopes, sublinhou esses avanços, concretizados na "reposição de direitos, de salários, de prestações sociais", depois de um executivo PSD/CDS-PP que "infernizou a vida dos portugueses".

"Nesse sentido, este maio de luta é também um maio de festejo, de celebração, de confiança no futuro", disse.

Jerónimo de Sousa defendeu que "a solução política será tanto mais duradoura conforme se responda aos anseios dos trabalhadores e do povo português".

"Este Governo pode ser mais duradouro, corresponder a expectativas, se em relação a esses direitos, em relação a essa esperança, corresponder com a sua política", afirmou, sublinhando que "a posição conjunta PS/PCP define o grau de compromisso".

"Estamos empenhados seriamente para que as coisas andem para a frente, mas como sabem, há divergências, há diferenças, que podem determinar muito do futuro. Mas o nosso posicionamento é claro: esse grau de compromisso será honrado pelo PCP, afirmando a nossa autonomia, as nossas diferenças, mas acho que isso é salutar, porque não há engano de qualquer uma das partes", acrescentou.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC