sicnot

Perfil

País

BCP vai fechar mais de 90 agências até 2018

O BCP quer fechar mais de 90 agências até 2018, divulgou hoje a instituição liderada por Nuno Amado, sem adiantar qualquer objetivo para redução de trabalhadores.

(arquivo)

(arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Será um processo normal, nem dogmático nem traumático", disse hoje Nuno Amado, referindo que esses encerramentos serão feitos sobretudo por "fusões de sucursais".

Questionado sobre objetivos de redução de trabalhadores, Nuno Amado disse que a "redução dos gastos recorrentes é uma luta de todos os dias", e que para já não há quaisquer planos de cortes de pessoal relacionados com essa redução de agência.

"Quando houver serei o primeiro a dizer, como sempre", sustentou.

Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados do primeiro trimestre, em que o BCP baixou o lucro líquido em 33,7% para 46,7 milhões de euros, o banco apresentou os objetivos para 2018, entre os quais ter nesse ano menos de 570 sucursais em Portugal.

Esse valor significa o fecho de pelo menos 92 agências, uma vez que no final de março deste ano o banco tinha 662. Este valor já significa menos 9 sucursais do que as que a entidade tinha no final do ano passado.

Em termos de trabalhadores, o BCP fechou março com 7436 trabalhadores em Portugal, menos 23 do que no fim de 2015, quando tinha 7459 colaboradores.

Já se a comparação for com março de 2015, saíram do banco 240 pessoas em termos líquidos nos últimos 12 meses.

O banco quer ainda chegar a 2018 com uma redução do custo por cliente - que neste momento está em 170 euros por ano - para um valor inferior a 160 euros por ano por cliente do retalho.

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.