sicnot

Perfil

País

Semana começa com tempo quente mas a chuva vem aí

O início de semana vai ser marcado por tempo quente, com temperaturas máximas a chegar aos 30 graus Celsius, contudo a chuva vai regressar na quinta-feira.

(Arquivo)

(Arquivo)

"Até quarta-feira, dia 4, vamos ter tempo quente. Depois, a partir de quinta-feira, vai regressar a precipitação e a descida das temperaturas entre 7 a 10 graus Celsius", adiantou à Lusa a meteorologista Ângela Lourenço do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Ângela Lourenço, até quarta-feira as temperaturas máximas vão subir gradualmente podendo atingir, principalmente na região sul, Alentejo e Vale do Tejo, valores próximos ou acima dos 30 graus.

"O céu vai estar limpo hoje e terça-feira, sendo que para o final do dia de amanhã [terça-feira] estamos a prever já um aumento de nebulosidade no Algarve. Na quarta-feira, apesar de ainda ser um dia quente, já vamos ter bastante nebulosidade", avançou.

A meteorologista salientou que a partir de quinta-feira a temperatura máxima vai descer e vai regressar a precipitação.

"Vamos ter uma descida significativa. Em alguns locais em particular do litoral as descidas poderão atingir os 10 graus celsius. Em todo o território deverão descer entre 07 e 10 graus", disse.

No que diz respeito às mínimas, a tendência é para uma subida, mas mais ligeira.

"Na próxima noite ainda vai ser relativamente fresca, mas depois de terça-feira para quarta-feira vão ser mais amenas e deverão manter-se mais amenas até ao fim de semana", disse.

As temperaturas mínimas vão variar entre os seis e os 17 graus Celsius, podendo ser mais baixas nas regiões do interior.

Com Lusa

  • O tempo para hoje
    0:33

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu geralmente limpo, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando de noroeste durante a tarde no litoral oeste. Nas terras altas, em especial do centro e sul e até ao fim da manhã, o vento será moderado a forte de nordeste.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC