sicnot

Perfil

País

ACP vai processar Bruno de Carvalho por "declarações ofensivas"

O Automóvel Club de Portugal (ACP) anunciou hoje que vai "processar judicialmente" o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, por "declarações ofensivas" relacionadas com o processo eleitoral do ACP.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Andr\303\251 Kosters

"O Automóvel Club de Portugal, instituição de utilidade pública sem fins lucrativos, não tem preferências políticas, religiosas ou clubísticas, orgulha-se de manter com todas as instituições idóneas uma relação de grande respeito e colaboração institucional. O mesmo se passa com o Sporting Cube de Portugal, instituição centenária que muito tem feito pelo desporto nacional", refere o comunicado do ACP.

Na mesma nota, o ACP "lamenta, por isso, comunicar que, na defesa da sua honra, irá processar judicialmente o sr. Bruno de Carvalho, atual presidente do Sporting Club de Portugal, por declarações ofensivas por este proferidas no passado dia 28 de Abril sobre o processo eleitoral do ACP".

A 28 de abril, à saída de uma palestra na Universidade Nova, Bruno de Carvalho foi confrontado com acusações do antigo vice-presidente do Sporting, que disse que o atual líder dos 'leões' tinha mentido na última Assembleia Geral.

Em causa estava a criação de um tribunal arbitral, em vez do cível, para julgar processos relacionados com antigos dirigentes do clube.

"Bruno de Carvalho, na última Assembleia Geral, mentiu, porque ele já sabe há um mês que não é possível resolver o problema no tribunal arbitral. Vou até ao fim com o julgamento", tinha dito Carlos Barbosa numa entrevista à Rádio Renascença.

Confrontado com estas palavras, Bruno de Carvalho começou por dizer que Carlos Barbosa tinha sido um "lusco fusco" como dirigente do Sporting.

"Como é que uma coisa tão importante como o ACP insiste em ter um presidente como o Carlos Barbosa. É a única contradição e a única mentira que eu vejo, porque quando me candidatei ao Sporting não mandei para os meus associados só um boletim com o meu nome, como ele fez no ACP. Depois, pediu desculpa, mas na altura em que mandou o boletim já 90 por cento tinham votado", disse Bruno de Carvalho à saída da palestra.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.