sicnot

Perfil

País

Dois mil visitantes de museu em Fátima já escreveram mensagens ao papa Francisco

Dois mil visitantes já responderam ao desafio do Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, no concelho de Ourém, e escreveram mensagens ao papa Francisco.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A iniciativa, lançada no dia 10 de junho de 2015, convida as pessoas a escreverem sobre panos de linho, que serão depois convertidos numa toalha de grandes dimensões a oferecer ao papa em 2017, por ocasião da sua visita ao Santuário de Fátima.

Instalados na capela do Centro Missionário Allamano, durante o percurso do museu, que fica no distrito de Santarém, os panos contam já com mais de duas mil mensagens de crianças e adultos, nacionais e estrangeiros, refere o Consolata Museu em nota de imprensa.

"Neste momento, todos unidos, dariam para fazer uma toalha com 1.050 centímetros de comprimento e 1.188 centímetros de largura", lê-se ainda no comunicado.

Segundo o Consolata Museu, "há uma diversidade muito grande nas mensagens deixadas pelos visitantes, destacando-se os pedidos, louvores, agradecimentos e mensagens de boas vindas a Fátima, em 2017".

Em agosto, o diretor do museu, Gonçalo Cardoso, explicou à agência Lusa que a iniciativa partiu do Instituto Missionário da Consolata, proprietário do espaço, que quer "oferecer ao papa Francisco, em 2017, algo ligado à missão".

"Este é um museu missionário, o papa Francisco tem reforçado o espírito evangelizador e missionário da Igreja e porque não os visitantes que percorrem as diferentes salas do museu terem esta oportunidade de transmitir uma mensagem", adiantou Gonçalo Cardoso, explicando que as telas "serão depois convertidas numa grande toalha, para simbolizar a mesa da partilha, do convívio e da partilha da mensagem da Igreja".

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.