sicnot

Perfil

País

António Costa e Daniel Adrião entregam hoje moções e candidaturas à liderança do PS

O secretário-geral do PS, António Costa, e o ex-dirigente socialista Daniel Adrião entregam hoje as suas moções de estratégia globais e respetivas candidaturas à liderança deste partido ao presidente do PS, Carlos César.

M\303\201RIO CRUZ

Fonte oficial socialista disse à agência Lusa que António Costa é recebido às 14:30 pelo presidente do PS para formalizar a entrega da sua moção global e da sua recandidatura ao cargo de secretário-geral, sendo Daniel Adrião recebido para o mesmo efeito por Carlos César 30 minutos depois.

O Congresso Nacional do PS realiza-se entre os dias 3 e 5 de junho na Feira Internacional de Lisboa (FIL) e as eleições diretas pelos militantes socialistas para o cargo de secretário-geral estão marcadas para os próximos dias 20 e 21, período em que também serão eleitos os 1450 delegados ao congresso.

A moção de orientação política do atual primeiro-ministro e secretário-geral do PS tem como título "Cumprir a alternativa, consolidar a esperança".

Este documento foi coordenado pela secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, e teve como redator principal o antigo ministro da Presidência e atual eurodeputado socialista Pedro Silva Pereira.

Na equipa que elaborou a moção de António Costa estiveram ainda envolvidos o antigo ministro e porta-voz socialista Paulo Pedroso, e os atuais dirigentes Eduardo Cabrita, João Galamba, João Tiago Silveira, Porfírio Silva, Pedro Nuno Santos e o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos.

Tal como a agência Lusa avançou a 24 de março passado, Daniel Adrião, de 48 anos, natural de Alcobaça, apresenta uma moção de orientação política global intitulada "Resgatar a democracia", o que implicou automaticamente a sua candidatura à liderança do PS.

Daniel Adrião afirmou então que o seu objetivo não é o de disputar o cargo de secretário-geral do PS a António Costa, mas sobretudo o de propor mudanças profundas no sistema político, quer nas regras de funcionamento interno dos socialistas, quer no sistema eleitoral das eleições para a Assembleia da República.

"Os estatutos do PS impõem a quem quer debater ideias e propostas alternativas, designadamente através da apresentação de uma moção de estratégia global, a obrigatoriedade de assumir também uma candidatura a secretário-geral. O objetivo deste movimento não é disputar a liderança do PS, mas o de ?Resgatar a Democracia' no PS e no país. A candidatura é por isso apenas o cumprimento de uma regra estatutária com a qual discordamos e que nos bateremos para alterar", avisou desde logo o militante socialista.

Daniel Adrião disputou a liderança da Juventude Socialista (JS) a António José Seguro e Sérgio Sousa Pinto entre os finais da década de 80 e o início dos anos 90.

Mais recentemente, apoiou a candidatura de António Costa à liderança do PS e tem salientado que não discorda da atual solução governativa formada após as últimas eleições legislativas, tendo como suporte o PCP, Bloco de Esquerda e "Os Verdes".

As moções de estratégia de António Costa e de Daniel Adrião sserão divulgadas no site www.ps.pt na sexta-feira.

Lusa

  • PS promove discussão sobre o sistema bancário
    2:09

    Economia

    O Partido Socialista promoveu uma discussão sobre o sistema bancário. Ana Catarina Mendes diz que é necessário completar a união bancária com o Mecanismo Europeu de Garantia de Depósitos. Já o presidente do BPI, Fernando Ulrich disse que é inevitável a concentração de bancos em Portugal. Entre os convidados este também o Presidente da Associação Portuguesa de Bancos, Faria de Oliveira.

  • PS entende que Vítor Constâncio está a seguir regra do BCE
    0:34

    Banif

    O PS entende que Vítor Constâncio está a seguir uma regra do Banco Central Europeu que obriga os funcionários a darem explicações ao Parlamento Europeu e não aos Parlamentos nacionais. João Galamba diz que os socialistas vão tentar sensibilizar o BCE para alterar a regra.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.