sicnot

Perfil

País

Quase 300 dirigentes nomeados sem concurso em quatro meses

Desde que tomou posse, o Governo nomeou 273 dirigentes em regime de substituição, um mecanismo que permite preencher temporariamente cargos públicos que estejam vagos.

Metade das nomeações foi feita pelo Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, tutelado por Vieira da Silva

Metade das nomeações foi feita pelo Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, tutelado por Vieira da Silva

ANT\303\223NIO COTRIM

Um levantamento feito pelo jornal Público, com base nos despachos publicados em Diário da República, conclui que houve situações em que o executivo dispensou responsáveis de serviços e organismos do Estado para logo a seguir os substituir.

A maioria das nomeações diz respeito a chefias intermédias, mas mais de 30 referem-se a altos quadros da administração pública, que têm de passar pelo crivo da comissão de recrutamento.

Destas, quase metade aguarda pelo lançamento do concurso obrigatório.

Praticamente metade das nomeações partiu do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.