sicnot

Perfil

País

Durão Barroso vai regressar aos EUA para se dedicar ao ensino

Entrevista SIC / Expresso

Durão Barroso vai regressar aos EUA para se dedicar ao ensino

Numa entrevista exclusiva à SIC e ao Expresso, o ex-Presidente da Comissão Europeia anunciou que vai regressar dos Estados Unidos, onde viveu o último ano e meio, para se dedicar ao ensino e também para trabalhar no setro privado, provavelmente fora de Portugal. Na entrevista, faz também o balanço de trinta anos de vida política.

  • Barroso faz balanço de mais de 30 anos de carreira no adeus à vida política
    1:07

    País

    Durão Barroso diz adeus à vida política. Numa entrevista à SIC e ao Expresso, o ex-presidente da Comissão Europeia anunciou a vontade de não regressar à política e fez um balanço de uma carreira com mais de 30 anos. Sobre uma das decisões mais polémicas, a de promover a Cimeira das Lajes, Durão Barroso garantiu que Jorge Sampaio, na altura Presidente da República, sabia de tudo e concordou com a realização da Cimeira.

  • "Algo deve ser feito em Portugal para resolver a questão dos bancos"
    1:20

    Economia

    Durão Barroso defende que Portugal terá de tomar medidas para resolver os problemas dos bancos e recuperar a confiança no sistema financeiro. Em Lisboa, o ex-presidente da Comissão Europeia diz que a situação da banca portuguesa continua difícil mas recusou comentar a ideia lançada pelo primeiro-ministro de criar um veículo para os créditos tóxicos da banca.

  • Barroso reafirma apoio a Guterres na corrida a secretário-geral da ONU
    0:58

    País

    José Manuel Durão Barroso considera difícil mas possível que António Guterres venha a ser eleito secretário-geral das Nações Unidas. Durão Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia, reafirmou hoje o apoio à candidatura de Guterres, tal como deu quando foi candidato ao cargo de secretário-geral da Agencia da ONU para os Refugiados.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".