sicnot

Perfil

País

GNR fiscaliza condução sob efeito do álcool durante o fim de semana

A GNR anunciou hoje que vai intensificar, no sábado e domingo, a fiscalização à condução sob influência do álcool, infração cometida por 8.427 condutores nos primeiros quatro meses do ano.

(SIC/ Arquivo)

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que vai realizar, durante o fim de semana, a operação "Baco" com o reforço da fiscalização à condução sob influência do álcool e droga.

Segundo aquela força de segurança, as ações de fiscalização vão ser direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, nomeadamente estradas nacionais, regionais e municipais de acesso a estabelecimentos de diversão noturna.

No comunicado, a GNR dá conta que multou 8.427 condutores por excesso de álcool entre janeiro e abril, menos cinco por cento do que no mesmo período de 2015.

A GNR refere que 3.474 condutores tinham uma taxa de álcool no sangue superior a 1,20 gramas por litro, o que constitui crime, e 4.953 tinham uma taxa superior à permitida por lei.

Nos primeiros quatro meses do ano, os militares da GNR fiscalizaram cerca de 400 mil condutores.

A GNR refere ainda que continua a ser "uma prioridade" a redução dos índices de sinistralidade rodoviária, estando planeadas para este ano diversas operações nacionais dirigidas para a condução sob o efeito do álcool, excesso de velocidade e não utilização dos cintos de segurança, os três principais fatores de agravamento dos acidentes nas estradas.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.