sicnot

Perfil

País

GNR fiscaliza condução sob efeito do álcool durante o fim de semana

A GNR anunciou hoje que vai intensificar, no sábado e domingo, a fiscalização à condução sob influência do álcool, infração cometida por 8.427 condutores nos primeiros quatro meses do ano.

(SIC/ Arquivo)

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que vai realizar, durante o fim de semana, a operação "Baco" com o reforço da fiscalização à condução sob influência do álcool e droga.

Segundo aquela força de segurança, as ações de fiscalização vão ser direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, nomeadamente estradas nacionais, regionais e municipais de acesso a estabelecimentos de diversão noturna.

No comunicado, a GNR dá conta que multou 8.427 condutores por excesso de álcool entre janeiro e abril, menos cinco por cento do que no mesmo período de 2015.

A GNR refere que 3.474 condutores tinham uma taxa de álcool no sangue superior a 1,20 gramas por litro, o que constitui crime, e 4.953 tinham uma taxa superior à permitida por lei.

Nos primeiros quatro meses do ano, os militares da GNR fiscalizaram cerca de 400 mil condutores.

A GNR refere ainda que continua a ser "uma prioridade" a redução dos índices de sinistralidade rodoviária, estando planeadas para este ano diversas operações nacionais dirigidas para a condução sob o efeito do álcool, excesso de velocidade e não utilização dos cintos de segurança, os três principais fatores de agravamento dos acidentes nas estradas.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.