sicnot

Perfil

País

Marcelo rejeita eleições antecipadas

Exclusivo SIC

Marcelo rejeita eleições antecipadas

Marcelo Rebelo de Sousa afasta o cenário de eleições antecipadas. Mas avisa que está atento ao trabalho do Governo. O Presidente da República confia na boa relação dos partidos de esquerda.

  • Os bastidores de Marcelo em Moçambique
    6:12

    País

    O Presidente da República regressou hoje de Moçambique, onde fez a sua primeira visita de Estado. A SIC acompanhou, em exclusivo, alguns momentos desta viagem que levou Marcelo Rebelo de Sousa àquela a que chama a sua segunda pátria.

  • Marcelo diz que não teve noção do impacto da dança mas que é a sua maneira de ser
    1:06

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa regressa hoje de uma visita de cinco dias a Moçambique. Numa entrevista exclusiva à SIC, que pode ver mais logo no Jornal da Noite, o Presidente fala dos avanços conseguidos para estabilizar a situação política no país e do clima político que se vive em Portugal. Sobre as imagens de Marcelo Rebelo de Sousa a dançar, o Presidente diz que não teve a noção do impacto, mas lembra que é a sua maneira de ser.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.