sicnot

Perfil

País

Risco elevado de cheias no Tejo em Santarém

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém informou na segunda-feira à noite que a probabilidade de haver cheias no Tejo é elevada, mas até ao momento o rio mantém-se dentro do seu leito normal.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

Manuel Almeida

"A probabilidade de termos cheias é elevada, mas até ao momento o rio mantém-se dentro do seu leito normal, disse à agência Lusa o comandante do CDOS de Santarém, Mário Silvestre.

Em comunicado, também divulgado ao final da noite, o CDOS de Santarém sublinha que a jusante de Almourol "ainda se vai continuar a sentir a subida dos níveis das águas, refletindo o pico das descargas" das barragens espanholas e portuguesas.

O CDOS de Santarém aconselha a população das zonas ribeirinhas a retirarem equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens das zonas normalmente inundáveis, bem como a colocação dos animais em locais seguros.

À população é também aconselhado para não atravessar com viaturas ou a pé zonas alagadas.

Lusa

  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50
  • Como comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Primeira casa reconstruída de raiz depois dos incêndios de Pedrógão já foi entregue
    1:49
  • Saiba que efeitos causam os diferentes tipos de bebidas alcoólicas

    Mundo

    As diferentes bebidas alcoólicas alteram e moldam o estado de espírito de formas distintas, concluiu um estudo científico sobre consumo de álcool e emoções. Segundo esta pesquisa, quem ingere bebidas espirituosas pode sentir-se irritado, sexy ou triste, enquanto quem opta pelo vinho tinto ou cerveja terá mais probabilidade de se sentir descontraído.