sicnot

Perfil

País

ASAE detém 17 pessoas por especulação de bilhetes para concertos e contrafação

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou hoje a detenção de 17 pessoas e a instauração de 16 processos-crime por especulação de bilhetes e contrafação em operações de fiscalização à venda ilegal de bilhetes para concertos.

(Arquivo)

(Arquivo)

Em comunicado, a ASAE adianta que realizou, durante o mês de abril, diversas ações de fiscalização direcionadas para a venda ilegal de bilhetes para eventos musicais que vão decorrer até final do ano, estando a sua oferta a ser divulgada através da internet.

Em resultado destas fiscalizações, que visaram essencialmente espetáculos de música pop e rock que têm tido muita procura nas últimas semanas, a ASAE fez 14 detenções, em flagrante delito, e instaurou 14 processos-crime por especulação de bilhetes.

Segundo a ASAE, foram também apreendidos 24 bilhetes, que valiam entre os 55 e os 65 euros, mas estavam a ser transacionados entre os 100 e os 510 euros.

A ASAE indica ainda que, durante os últimos eventos musicais, foram detidas três pessoas por venda e ocultação de artigos contrafeitos, instaurados dois processos-crime e apreendida cerca de uma centena de artigos.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".