sicnot

Perfil

País

Governo quer escolas a trabalhar conceitos de igualdade de género e direitos humanos

O Governo criou um grupo de trabalho para implementar uma Estratégia de Educação para a Cidadania nas escolas pública, trabalhando conceitos como direitos humanos ou igualdade de género.

Lusa

De acordo com o despacho da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género hoje publicado em Diário da República, o grupo tem 90 dias para apresentar à secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade e ao secretário de Estado da Educação um projeto para essa estratégia, que terá na escola pública "pelo seu caráter de abrangência universal" um "espaço privilegiado".

"Esta estratégia deve consolidar-se, de modo que as crianças e jovens ao longo dos diferentes ciclos experienciem e adquiram competências e conhecimentos de cidadania em várias vertentes, designadamente, valores e conceitos de cidadania nacional, direitos humanos, igualdade de género, não discriminação, interculturalidade, inclusão das pessoas com deficiência, educação para a saúde, educação para os direitos sexuais e reprodutivos e educação rodoviária", refere o despacho.

O grupo de trabalho de Educação para a Cidadania terá como missão chegar a uma estratégia que permita "incluir nas saídas curriculares, em todos os graus de ensino, um conjunto de competências e conhecimentos em matéria de cidadania".

"A cidadania, na sua conceção mais ampla, integra um conjunto de direitos e deveres que devem ser veiculados na formação das crianças e jovens portugueses de modo que no futuro sejam adultos e adultas com uma conduta cívica que privilegie a igualdade nas relações interpessoais, a integração da diferença, o respeito pelos direitos humanos e a valorização de valores e conceitos de cidadania nacional", lê-se no despacho.

Já em março a secretária de Estado tinha anunciado a criação desta estratégia, numa visita a Nova Iorque, onde participou na 60 ª reunião da Comissão do Estatuto da Mulher, um encontro anual de representantes dos Estados-Membros da ONU, organizações da sociedade civil e outras entidades que discute o progresso e as lacunas na implementação da Declaração de Pequim de 1995, um documento internacional sobre igualdade de género.

"A ideia é ter um cardápio, um conjunto de informação disponível, provavelmente online ou em papel, em que estão todos os materiais e metodologias disponíveis. E depois as escolas, em articulação com estas organizações, desenvolverão os projetos", explicou, na altura, a secretária de Estado.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.