sicnot

Perfil

País

Igreja preocupada com situação dos colégios privados

Igreja preocupada com situação dos colégios privados

A Igreja está preocupada com a situação dos colégios privados em contratos de associação. Os bispos reuniram-se hoje com a associação que representa o ensino privado. O padre Manuel Barbosa, porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, diz que a Igreja teme pelo encerramento de metade das escolas e pelo despedimento de professores. Esperam agora pela intervenção do Presidente da República.

Para o porta-voz, está em causa o princípio da liberdade de escolha de cada família, visto que "quem não tem meios" acaba por deixar de ter acesso a colégios privados.

"Trata-se de uma questão de igualdade neste acesso, porque os impostos pagos pelas pessoas são para todos, seja para as estatais, seja para as não estatais", sublinhou.

Segundo Manuel Barbosa, o princípio da liberdade de escolha "anular-se-á se o ensino se tornar todo estatal. Pode ir nesse sentido, e é isso que não desejamos e que se mantenha este princípio".

Manuel Barbosa não afastou a possibilidade de a Conferência Episcopal pedir uma reunião com o Ministério da Educação, frisando ainda que não acredita que este seja um ataque do Governo à Igreja.

Defendendo o apoio público ao ensino privado, Manuel Barbosa afirmou que com "o despacho normativo" do Ministério da Educação para rever os contratos de associação, "já não se está a cumprir com os contratos assinados" pelo anterior Governo, no final do seu mandato, e com a duração de três anos.

Com Lusa

  • Estado vai deixar de financiar novas turmas nos colégios privados
    3:36

    País

    A partir do próximo ano letivo, o Ministério da Educação vai deixar de financiar novas turmas em colégios privados totalmente financiados pelo Estado, caso haja vagas na rede pública. A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo diz que as novas medidas vão levar ao despedimento de 5 mil docentes e não docentes e, a medida vai implicar indemnizações que rondam os 54 milhões de euros. No próximo ano, as escolas privadas com contrato de associação poderão perder 656 turmas.

  • Entregues mais de 100 mil cartas contra cortes nos colégios privados
    2:08

    País

    Mais de 100 mil cartas foram entregues hoje nas residências oficiais do primeiro-ministro e do Presidente da República. Pais, professores e funcionários das escolas particulares e cooperativas contestaram os cortes no financiamento, que o Governo quer impor já no próximo ano letivo. As escolas privadas falam na violação de um acordo assinado há oito meses pelo anterior Governo.

  • Ministério não volta atrás e vai reduzir turmas dos colégios privados
    2:31

    País

    O Ministério da Educação não vai voltar atrás e garante que no próximo ano vai mesmo reduzir as turmas dos colégios privados financiadas pelo Estado. As escolas com contrato de associação queixam-se de quebra de compromisso com contratos assinanados há menos de um ano pelo Governo do PSD. Cerca de 1700 turmas de 68 escolas. O Estado gastava 80.500€ por turma. Os colégios dizem que vão ser obrigados a despedir, alguns deles podem mesmo fechar.

  • Colégios privados queixam-se que Governo está a quebrar contrato
    3:19

    País

    A guerra entre o Governo e os colégios privados com contratos de associação volta a acender-se. O Ministério da Educação quer mudar as regras já no próximo ano letivo, reduzindo as turmas financiadas sempre que exista oferta na rede pública, como prevê a lei. As escolas do ensino cooperativo queixam-se que o Governo está a quebrar um contrato, assinado há menos de um ano com o Governo do PSD e com validade de três anos. Rodrigo Queiroz e Melo da Associação Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo dá a sua opinião sobre o assunto.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.