sicnot

Perfil

País

Passos diz ter sido claro sobre ministro da Educação

Passos diz ter sido claro sobre ministro da Educação

Passos Coelho diz que não vê qualquer razão para retirar o que disse sobre a estratégia do Governo para a educação. O líder do PSD reafirma a convicção de que é a Fenprof que dita a política do ministério.

"Creio que fui muito claro quando falei na semana passada e não tenho nenhuma razão para retirar aquilo que disse", afirmou o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, em declarações aos jornalistas à entrada da escola secundária Frei Gonçalo Azevedo, em São Domingos de Rana, no concelho de Cascais.

Questionado se estava a referir-se à Fenprof quando disse que o ministro da Educação parecia representar outros interesses que não os da comunidade em geral, Passos Coelho disse apenas que entendia ter sido claro. "Acho que é muito claro", sustentou.

Com Lusa

  • Governo pede explicações a Passos sobre as acusações ao ministro da Educação
    2:59

    País

    O Governo volta a exigir ao líder do PSD que dê explicações sobre o que quis dizer sobre os interesses do ministro da Educação. Este sábado Pedro Passos Coelho insinuou que Tiago Brandão Rodrigues se move por interesses, na revisão dos contratos entre o Estado e os colégios privados. Fonte da direção do PSD disse à SIC que quem define a política de Educação é Mário Nogueira, da FENPROF.

  • Passos insinua que ministro da Educação se move por interesses
    2:29

    País

    O Governo veio exigir que Pedro Passos Coelho concretize as acusações contra o Ministro da Educação. Ontem, o lider do PSD insinuou que Brandão Rodrigues se move por interesses, na revisão dos contratos entre o Estado e os colégios privados. A polémica vai continuar nos próximos dias. Um movimento de colégios privados vai entregar quase 100 mil cartas ao Primeiro-Ministro e ao Presidente da República.

  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.