sicnot

Perfil

País

Condutores portugueses não respeitam stop

A Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP) concluiu que, em média, um em cada seis condutores não respeita o sinal stop e força a entrada numa via onde estão outros veículos a circular, revelou hoje a organização.

© Lucy Nicholson / Reuters

As conclusões da PRP surgem após ter analisado dois cenários distintos de condutores perante o sinal stop: os que se aproximam do sinal e não têm carros a circular na via onde pretendem entrar e os que se deparam com veículos em circulação.

No caso da aproximação a um sinal stop onde não eram visíveis veículos a circularem na via, a PRP constatou que 15 por cento dos 1.181 condutores respeitaram o código da estrada e os restantes automobilistas apenas abrandaram, comportando-se como se estivessem na presença de um sinal de cedência de passagem.

Em situações em que se depararam com veículos em circulação na via onde pretendiam entrar, dos 672 veículos observados, cerca de 120 condutores não cederam a passagem e forçaram a entrada na via, obrigando veículos com prioridade a alterar a sua marcha, reduzir a velocidade ou até mesmo parar, adianta a PRP.

O presidente da PRP, José Miguel Trigoso, considera estes comportamentos "muito graves" e diz que mostram que os portugueses "desrespeitam um dos sinais mais importantes do código da estrada", sendo necessário "reeducar os condutores no sentido de evitar graves acidentes que podem ser causados por esta infração".

Citando dados da PSP, a RPP refere que, em 2015, aquela força de segurança multou 3.141 condutores por infração à paragem obrigatória.

Lusa

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58