sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela a partir da tarde, períodos de chuva ou aguaceiros, que poderão ser localmente fortes e acompanhados de trovoada, em especial nas regiões centro e sul até ao final da tarde, e que serão de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela até ao final da manhã e para o final do dia.

A previsão aponta também para vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando moderado a forte com rajadas até 70 quilómetros por hora no litoral, em especial a sul do Cabo Espichel, tornando-se do quadrante oeste a partir da tarde.

Nas terras altas, o vento deverá soprar moderado a forte do quadrante sul com rajadas até 80 quilómetros por hora, em especial nas regiões do centro e sul, tornando-se do quadrante oeste a partir da tarde.

Na Madeira, prevê-se céu com períodos de muita nebulosidade, aguaceiros, que poderão ser por vezes intensos até ao início da manhã, tornando-se fracos e poucos frequentes, vento moderado a forte quadrante oeste, com rajadas até 70 quilómetros por hora, soprando forte com rajadas até 90 quilómetros por hora nas zonas montanhosas, tornando-se moderado a partir da tarde.

Está ainda prevista uma pequena subida de temperatura.

Nos Açores, prevêm-se períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos na madrugada e manhã e vento bonançoso a moderado.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 11 e 17 graus Celsius, no Porto entre 10 e 16, em Vila Real entre 05 e 15, em Viseu entre 05 e 13, na Guarda entre 05 e 09, em Bragança entre 05 e 14, em Coimbra entre 10 e 17, em Castelo Branco entre 07 e 14, em Santarém entre 10 e 18, em Évora entre 09 e 16, em Beja entre 10 e 16, em Faro entre 14 e 18, no Funchal entre 16 e 21, em Ponta Delgada entre 13 e 18 e na Horta e Santa Cruz das Flores entre 13 e 17.

  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Defesa de Sócrates diz que junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal
    0:50

    Operação Marquês

    A defesa de José Sócrates diz que a junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal. A aplicação de 900 milhões de euros da PT no BES foi anexada ao processo, por suspeita de luvas pagas por Ricardo Salgado a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, também arguidos. A defesa do antigo primeiro-ministro já contestou a decisão. Diz que é uma forma de confundir o processo para ocultar, mais uma vez, a falta de provas contra Sócrates.

  • Família Portugal Ramos
    15:01