sicnot

Perfil

País

Pólenes muito elevados em quase todo o país nos próximos dias

Os pólenes vão estar em níveis muito elevados em praticamente todo o país, a partir de sexta-feira e durante uma semana, revelou hoje a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

(AP/Arquivo)

(AP/Arquivo)

Darko Vojinovic

Nos dias 13 a 19 de maio, os pólenes vão estar em níveis muito elevados em Portugal continental, com exceção da região de Lisboa e Setúbal, onde se encontram em níveis moderados, com predomínio dos pólenes das árvores oliveira e sobreiro e das ervas gramíneas e parietária.

Em Vila Real (Trás-Os-Montes e Alto Douro), os pólenes predominantes são os dos carvalhos, oliveira e pinheiro, e das ervas gramíneas, azeda e tanchagem.

Na região de Entre Douro e Minho, predominam na atmosfera os pólenes dos carvalhos, oliveira e pinheiro e das ervas gramíneas, parietária, urtiga e tanchagem.

Na Beira Interior e Litoral, vão sentir-se sobretudo os pólenes das árvores carvalhos e oliveira, e das ervas gramíneas, azeda, tanchagem, parietária e urtiga.

O Alentejo e o Algarve vão ser mais afetados pelos pólenes das árvores, oliveira e sobreiro, e das ervas gramíneas, tanchagem, azeda e quenopódio.

O boletim polínico prevê, para as ilhas, níveis de pólenes baixos a moderados, sendo que, no Funchal, predominam os do pinheiro e das ervas gramíneas, urtiga e parietária, e, em Ponta Delgada, prevalecem os do pinheiro, bétula e palmeira, e das ervas gramíneas, urtiga e parietária.

Lusa

  • Comitiva portuguesa terminou visita à central de Almaraz

    País

    A visita técnica das delegações portuguesa e da Comissão Europeia à central nuclear de Almaraz, em Espanha, esta segunda-feira, já terminou. A visita começou por volta das 9h00, hora de Lisboa, e serviu para Portugal se inteirar sobre o funcionamento da central e sobre o projeto de construção de uma instalação para armazenamento de resíduos radioativos.