sicnot

Perfil

País

Secretário-geral da ONU inicia hoje visita a Portugal

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, inicia hoje com uma reunião com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, uma visita de dois dias a Portugal, a convite do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

Na agenda do encontro de trabalho com Augusto Santos Silva estarão, segundo um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros, temas como a participação de Portugal em Operações de Paz das Nações Unidas, a situação na Guiné-Bissau, os oceanos, a Cimeira Mundial Humanitária e as migrações.

No primeiro dia da visita, Ban Ki-moon tem também previstas reuniões com o primeiro-ministro, António Costa, ao jantar e, antes, com o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, com quem participará num encontro com um grupo de estudantes sírios acolhidos em Portugal ao abrigo do programa de bolsas de estudo de emergência criado pelo ex-chefe de Estado.

Na sexta-feira, o secretário-geral da ONU vai reunir-se com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e com Marcelo Rebelo de Sousa, que irá condecorar Ban Ki-moon.

A candidatura do antigo primeiro-ministro António Guterres a secretário-geral da ONU, cargo que Ban Ki-moon vai deixar no final deste ano, vai também ser assunto na visita de dois dias.

Marcelo Rebelo de Sousa disse na quarta-feira que o reconhecimento por Ban Ki-moon do trabalho "notável" de António Guterres enquanto Alto-comissário para os Refugiados seria um "empurrão" à candidatura do antigo primeiro-ministro português.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.