sicnot

Perfil

País

Sistema de saúde "está por um fio" por falta de enfermeiros, diz Bastonária

O sistema de saúde português "está por um fio", devido à falta de enfermeiros, afirma a bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, que garante que muitos profissionais portugueses que emigraram estão dispostos a voltar.

Durante uma visita a Londres, a propósito do Dia Internacional do Enfermeiro, Ana Rita Cavaco encontrou-se com enfermeiros portugueses e visitou o St. George's Hospital, tendo recolhido testemunhos sobre uma situação que o Reino Unido vivenciou há alguns anos atrás.

"Foi preciso morrer pessoas por falta de rácios de enfermeiros, para haver um escândalo público e tudo ter mudado. Não está tudo ótimo, mas temos aqui rácios que estão muito longe, neste momento, daqueles que são praticados em Portugal", disse a bastonária à agência Lusa, citando testemunhos de profissionais britânicos.

"É por isso que dizemos que o sistema de saúde em Portugal está por um fio, quando vemos dois enfermeiros por 40 doentes [e] uma urgência médica ou cirúrgica com quatro enfermeiros. Isto é muito daquilo que se passou aqui [no Reino Unido] há uns anos", vincou.

A bastonária lembrou que, nos últimos cinco anos, cerca de 13 mil enfermeiros saíram de Portugal, estimando-se que cerca de 5.000 se tenham fixado no Reino Unido, e que há muitos que querem voltar a Portugal, mesmo com as condições que existem atualmente.

"Há pessoas que nós não precisamos de convencer, eu acho é que todos temos direito a uma escolha. Isto é uma questão de opção e a eles não lhes está a ser dada essa opção. Há aqueles que quererão continuar cá [Reino Unido] ou noutros países, porque terão acesso a outro tipo de formação, a outro vencimento, a outras condições. Mas há aqueles que, apesar das condições que existem, querem ter essa oportunidade e não é o que se está a passar em Portugal", sublinhou.

Segundo a bastonária da OE, "é fácil perceber que, se cumprirmos o número mínimo de enfermeiros para cuidar das pessoas, isso não coloca em risco a vida delas".

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.