sicnot

Perfil

País

Treze distritos sob aviso amarelo por causa da chuva, granizo e trovoadas

Treze distritos de Portugal estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva por vezes forte e acompanhada de trovoada, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

PEDRO NUNES

De acordo com o instituto, os distritos de Aveiro, Guarda, Viseu, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Leiria, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro estão sob aviso amarelo desde as 8:00 e até às 18:00 de hoje devido à previsão de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Segundo o IPMA, a chuva vai continuar a afetar o território do continente até domingo, altura em que se prevê uma subida da temperatura máxima entre 07 a 10 graus Celsius em algumas regiões.

O instituto prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, chuva ou aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes nas regiões centro e sul até ao final da tarde, e que serão de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela até ao final da manhã, e condições favoráveis à ocorrência de trovoada e queda de granizo.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando por vezes forte na costa sul e nas terras altas das regiões centro e sul, e tornando-se de noroeste a partir da tarde.

Na Madeira prevê-se céu com períodos de muita nebulosidade, aguaceiros fracos nas vertentes norte e zonas montanhosas e vento fraco a moderado predominando de noroeste, soprando moderado a forte nas zonas montanhosas até ao final da manhã.

Para os Açores, está previsto céu geralmente muito nublado, períodos de chuva em especial na madrugada e manhã, condições favoráveis à formação de neblinas ou nevoeiro e vento fraco a bonançoso.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 12 e 16 graus Celsius, no Porto entre 11 e 16, em Vila Real e Bragança entre 07 e 15, em Viseu entre 07 e 14, na Guarda entre 04 e 11, em Coimbra entre 10 e 17, em Castelo Branco entre 08 e 15, em Santarém entre 09 e 18, em Évora entre 09 e 14, em Beja entre 10 e 16, em Faro entre 14 e 18, no Funchal entre 14 e 24, em Ponta Delgada e na Horta entre 13 e 19 e em Santa Cruz das Flores entre 15 e 20.

Lusa

  • Chuva vai continuar até ao fim de semana

    País

    A chuva vai continuar a afetar o território do continente até domingo, altura em que se prevê uma subida da temperatura máxima entre 7 a 10 graus Celsius em algumas regiões, adiantou a meteorologista Ângela Lourenço.

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.