sicnot

Perfil

País

Treze distritos sob aviso amarelo por causa da chuva, granizo e trovoadas

Treze distritos de Portugal estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva por vezes forte e acompanhada de trovoada, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

PEDRO NUNES

De acordo com o instituto, os distritos de Aveiro, Guarda, Viseu, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Leiria, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro estão sob aviso amarelo desde as 8:00 e até às 18:00 de hoje devido à previsão de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Segundo o IPMA, a chuva vai continuar a afetar o território do continente até domingo, altura em que se prevê uma subida da temperatura máxima entre 07 a 10 graus Celsius em algumas regiões.

O instituto prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, chuva ou aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes nas regiões centro e sul até ao final da tarde, e que serão de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela até ao final da manhã, e condições favoráveis à ocorrência de trovoada e queda de granizo.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando por vezes forte na costa sul e nas terras altas das regiões centro e sul, e tornando-se de noroeste a partir da tarde.

Na Madeira prevê-se céu com períodos de muita nebulosidade, aguaceiros fracos nas vertentes norte e zonas montanhosas e vento fraco a moderado predominando de noroeste, soprando moderado a forte nas zonas montanhosas até ao final da manhã.

Para os Açores, está previsto céu geralmente muito nublado, períodos de chuva em especial na madrugada e manhã, condições favoráveis à formação de neblinas ou nevoeiro e vento fraco a bonançoso.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 12 e 16 graus Celsius, no Porto entre 11 e 16, em Vila Real e Bragança entre 07 e 15, em Viseu entre 07 e 14, na Guarda entre 04 e 11, em Coimbra entre 10 e 17, em Castelo Branco entre 08 e 15, em Santarém entre 09 e 18, em Évora entre 09 e 14, em Beja entre 10 e 16, em Faro entre 14 e 18, no Funchal entre 14 e 24, em Ponta Delgada e na Horta entre 13 e 19 e em Santa Cruz das Flores entre 15 e 20.

Lusa

  • Chuva vai continuar até ao fim de semana

    País

    A chuva vai continuar a afetar o território do continente até domingo, altura em que se prevê uma subida da temperatura máxima entre 7 a 10 graus Celsius em algumas regiões, adiantou a meteorologista Ângela Lourenço.

  • Costa preparado para falar da renegociação da dívida no plano europeu
    2:24

    Economia

    O primeiro-ministro não quer quebrar com as regras impostas pela UE e não vai dar o primeiro passo na renegociação da dívida, mas estará na linha da frente quando Bruxelas ceder. Em entrevista à RTP, António Costa garante que o Governo cumpriu tudo aquilo que acordou com o presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues.

  • Benfica persegue oitavos da Liga dos Campeões

    Desporto

    O Benfica tenta hoje a qualificar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, procurando uma vitória na receção ao Nápoles que lhe permita vencer o Grupo H e manter-se a salvo do perseguidor Besiktas.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.

  • Nova Deli é "altamente tóxica" para os cidadãos

    Mundo

    Nova Deli foi considerada altamente tóxica para os cidadãos. A capital da Índia é considerada há mais de três anos a cidade mais poluída do mundo, mas só este ano se concluiu que é tão tóxica que é capaz de provocar doenças crónicas a quem lá vive.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.