sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje, no continente, períodos de céu muito nublado, apresentando-se geralmente muito nublado nas regiões norte e centro, períodos de chuva ou aguaceiros, diminuindo de frequência a partir do final da tarde e possibilidade de trovoada nas regiões do interior norte e centro.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado de noroeste, soprando moderado a forte nas terras altas.

Na Madeira, prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas, em especial até ao final da manhã, e vento fraco a moderado do quadrante norte.

Para os Açores, a previsão do IPMA aponta para céu geralmente muito nublado, períodos de chuva fraca ou chuvisco, neblinas ou nevoeiro e vento fraco a bonançoso.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 12 e 18 graus Celsius, no Porto entre 12 e 16, em Vila Real entre 07 e 15, em Viseu entre 07 e 14, em Bragança entre 07 e 16, na Guarda entre 05 e 12, em Coimbra entre 10 e 17, em Castelo Branco entre 07 e 18, em Santarém entre 11 e 19, em Évora entre 08 e 18, em Beja entre 09 e 18, em Faro entre 12 e 20, no Funchal entre 15 e 21, em Ponta Delgada entre 14 e 20, na Horta entre 16 e 21 e em Santa Cruz das Flores entre 16 e 20.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.