sicnot

Perfil

País

Presidente da República frisa que a democracia se constrói diariamente

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje, em Castelo Branco, que não há uma democracia "verdadeiramente adquirida", alertando que esta se constrói diariamente.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"A democracia está nas vossas mãos e a democracia constrói-se todos os dias. Não há democracia verdadeiramente adquirida. Todos os dias se constrói ou não se constrói a democracia. Hoje é um dia de construção da democracia", afirmou o chefe de Estado durante um encontro/debate com jovens no âmbito das comemorações dos 40 anos das primeiras eleições presidenciais em democracia.

Na sessão, que contou com a participação do antigo Presidente da República Ramalho Eanes e do constitucionalista Jorge Miranda, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que "é bom que tantos jovens aqui possam estar, porque é uma experiência histórica única poder partilhar a experiência de alguém (Ramalho Eanes) sem o qual não teria havido democracia em Portugal".

Segundo o Presidente da República, a democracia faz-se dos esforços de muitos, mas sublinhou que Ramalho Eanes teve um papel "decisivo" na construção da democracia portuguesa.

O chefe de Estado explicou o simbolismo deste encontro/debate se ter iniciado na cidade de Castelo Branco: "começámos onde era natural que começássemos", afirmou, frisando o facto de Ramalho Eanes ser "um filho da terra".

"Por isso, este momento histórico é duplamente histórico. É um reconhecimento de uma realidade muito importante, que são as raízes. E o Presidente Eanes tem as suas raízes aqui. É também uma homenagem às raízes, o estarmos aqui", sustentou.

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou a ocasião para agradecer a Ramalho Eanes o que fez pela democracia.

"Bem haja por aquilo que fez pela democracia no passado e por aquilo que vai fazer no futuro, porque estes jovens merecem e Portugal merece-o", afirmou.

Lusa

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".