sicnot

Perfil

País

Presidente da República frisa que a democracia se constrói diariamente

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje, em Castelo Branco, que não há uma democracia "verdadeiramente adquirida", alertando que esta se constrói diariamente.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"A democracia está nas vossas mãos e a democracia constrói-se todos os dias. Não há democracia verdadeiramente adquirida. Todos os dias se constrói ou não se constrói a democracia. Hoje é um dia de construção da democracia", afirmou o chefe de Estado durante um encontro/debate com jovens no âmbito das comemorações dos 40 anos das primeiras eleições presidenciais em democracia.

Na sessão, que contou com a participação do antigo Presidente da República Ramalho Eanes e do constitucionalista Jorge Miranda, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que "é bom que tantos jovens aqui possam estar, porque é uma experiência histórica única poder partilhar a experiência de alguém (Ramalho Eanes) sem o qual não teria havido democracia em Portugal".

Segundo o Presidente da República, a democracia faz-se dos esforços de muitos, mas sublinhou que Ramalho Eanes teve um papel "decisivo" na construção da democracia portuguesa.

O chefe de Estado explicou o simbolismo deste encontro/debate se ter iniciado na cidade de Castelo Branco: "começámos onde era natural que começássemos", afirmou, frisando o facto de Ramalho Eanes ser "um filho da terra".

"Por isso, este momento histórico é duplamente histórico. É um reconhecimento de uma realidade muito importante, que são as raízes. E o Presidente Eanes tem as suas raízes aqui. É também uma homenagem às raízes, o estarmos aqui", sustentou.

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou a ocasião para agradecer a Ramalho Eanes o que fez pela democracia.

"Bem haja por aquilo que fez pela democracia no passado e por aquilo que vai fazer no futuro, porque estes jovens merecem e Portugal merece-o", afirmou.

Lusa

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.