sicnot

Perfil

País

"Ignorar os pobres é ignorar Deus", afirma Papa

O Papa Francisco afirmou hoje que "ignorar os pobres é ignorar Deus" e pediu aos fiéis católicos que "não percam a oportunidade de abrir a porta" dos seus corações "aos pobres e necessitados".

reuters

Jorge Bergoglio recorreu à parábola do homem rico e do pobre Lázaro para ilustrar a reflexão na habitual audiência de quarta-feira, na praça de São Pedro, e sublinhar que é necessário acolher os pobres, porque caso contrário fecha-se a porta "também a Deus".

O Papa Francisco lembrou que nesta parábola o homem rico fazia gala de uma "vida de luxo e esbanjamento", enquanto Lázaro "representa o grito silencioso dos pobres de todos os tempos e a contradição de um mundo em que imensas riquezas e recursos estão nas mãos de poucos".

A situação dos dois, tão diferente em vida, "inverteu-se para ambos" após a morte, disse.

"O rico e o pobre quando morrem têm o mesmo destino, tal como todos nós, não há exceções", declarou. Foi nesse momento, depois da morte, que o rico teve que assumir a responsabilidade de "não se compadecer do pobre".

"A misericórdia de Deus está estreitamente ligada à misericórdia (que mostramos) ao outro. Quando falta a misericórdia com o outro, Deus não pode entrar nos nossos corações", lamentou o Papa.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15