sicnot

Perfil

País

"Ignorar os pobres é ignorar Deus", afirma Papa

O Papa Francisco afirmou hoje que "ignorar os pobres é ignorar Deus" e pediu aos fiéis católicos que "não percam a oportunidade de abrir a porta" dos seus corações "aos pobres e necessitados".

reuters

Jorge Bergoglio recorreu à parábola do homem rico e do pobre Lázaro para ilustrar a reflexão na habitual audiência de quarta-feira, na praça de São Pedro, e sublinhar que é necessário acolher os pobres, porque caso contrário fecha-se a porta "também a Deus".

O Papa Francisco lembrou que nesta parábola o homem rico fazia gala de uma "vida de luxo e esbanjamento", enquanto Lázaro "representa o grito silencioso dos pobres de todos os tempos e a contradição de um mundo em que imensas riquezas e recursos estão nas mãos de poucos".

A situação dos dois, tão diferente em vida, "inverteu-se para ambos" após a morte, disse.

"O rico e o pobre quando morrem têm o mesmo destino, tal como todos nós, não há exceções", declarou. Foi nesse momento, depois da morte, que o rico teve que assumir a responsabilidade de "não se compadecer do pobre".

"A misericórdia de Deus está estreitamente ligada à misericórdia (que mostramos) ao outro. Quando falta a misericórdia com o outro, Deus não pode entrar nos nossos corações", lamentou o Papa.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30