sicnot

Perfil

País

"Ignorar os pobres é ignorar Deus", afirma Papa

O Papa Francisco afirmou hoje que "ignorar os pobres é ignorar Deus" e pediu aos fiéis católicos que "não percam a oportunidade de abrir a porta" dos seus corações "aos pobres e necessitados".

reuters

Jorge Bergoglio recorreu à parábola do homem rico e do pobre Lázaro para ilustrar a reflexão na habitual audiência de quarta-feira, na praça de São Pedro, e sublinhar que é necessário acolher os pobres, porque caso contrário fecha-se a porta "também a Deus".

O Papa Francisco lembrou que nesta parábola o homem rico fazia gala de uma "vida de luxo e esbanjamento", enquanto Lázaro "representa o grito silencioso dos pobres de todos os tempos e a contradição de um mundo em que imensas riquezas e recursos estão nas mãos de poucos".

A situação dos dois, tão diferente em vida, "inverteu-se para ambos" após a morte, disse.

"O rico e o pobre quando morrem têm o mesmo destino, tal como todos nós, não há exceções", declarou. Foi nesse momento, depois da morte, que o rico teve que assumir a responsabilidade de "não se compadecer do pobre".

"A misericórdia de Deus está estreitamente ligada à misericórdia (que mostramos) ao outro. Quando falta a misericórdia com o outro, Deus não pode entrar nos nossos corações", lamentou o Papa.

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.