sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

Céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral das regiões Norte e Centro até ao final da manhã. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) do quadrante norte, soprando moderado a forte (25 a 40 km/h) no litoral oeste, por vezes com rajadas até 60 km/h em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas, em especial das regiões Centro e Sul. Possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro matinal, em especial no litoral das regiões Norte e Centro.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 13 e 21 graus Celsius, no Porto entre 12 e 18, em Vila Real entre 11 e 22, em Viseu entre 10 e 21, em Bragança entre 09 e 23, na Guarda entre 10 e 19, em Castelo Branco entre 14 e 25, em Coimbra entre 13 e 21, em Santarém entre 12 e 24, em Évora entre 10 e 26, em Beja entre 11 e 26, em Faro entre 17 e 25, no Funchal entre 16 e 22, em Ponta Delgada e em Angra do Heroísmo entre 16 e 21 e em Santa Cruz das Flores entre 15 e 20.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50