sicnot

Perfil

País

Pedida pena suspensa para carteirista de 85 anos

O Ministério Público (MP) pediu hoje pena suspensa para uma mulher de 85 anos acusada de furtar uma carteira no Porto e que já anteriormente foi condenada por crimes similares.

EPA

Desta feita, o furto terá sido consumado durante o desfile do Cortejo Académico do Porto, a 3 de maio. A arguida foi então apanhada em flagrante por agentes da PSP a furtar a carteira a uma mulher que assistia ao desfile da neta.

A procuradora do MP do Tribunal de Pequena Instância Criminal do Porto justificou a necessidade de uma pena suspensa pelo facto de a arguida ter condenações pela prática do mesmo crime, não lhe tendo "servido de lição".

Durante o julgamento, que hoje se iniciou, a arguida negou a acusação.

"É tudo mentira, nunca roubei nada a ninguém", realçou.

A suspeita explicou que ia apanhar o comboio quando deu um pontapé no que parecia ser um telemóvel, mas depois viu que era uma carteira e garantiu que ia entregá-la à polícia.

Por seu lado, a vítima contou que estava a assistir ao cortejo tranquilamente e que não se apercebeu de nada, tendo sido os agentes policiais a avisá-la do sucedido.

E realçou: "tinha 25 euros no porta-moedas, um terço e duas imagens de santas".

Durante os seus depoimentos, os agentes da PSP explicaram que andavam a fazer vigilância durante o cortejo dado haver muita gente e avistaram a arguida - que já conheciam e já haviam detido em 2015 também no desfile a furtar a carteira a uma senhora de 92 anos - e seguiram-na, apanhando-a a furtar uma carteira.

Nessa altura, a vítima desistiu da queixa, fazendo com que a suspeita não fosse a julgamento.

A arguida, residente em Ermesinde, no distrito do Porto, já foi detida dezenas de vezes, mas nunca cumpriu pena de prisão efetiva, tendo condenações a penas suspensas e penas de multa.

Julgada pela quarta vez, a alegada carteirista já foi condenada a penas suspensas de dois e três anos, duas remíveis a multas de 300 e 360 euros.

A leitura da decisão judicial ficou agendada para dia 25 de maio às 10:00.

Lusa

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC